Classificação por “Data Boa”

Os cheques destinados à custódia são classificados, em múltiplas etapas, por “data boa”.
São emitidos relatórios de batimento e fechamento de remessas, além de protocolos de encaminhamento interno.
Opcionalmente podem ser gerados arquivos texto no formato CEL605 contendo os cheques processados.

Custódia

Os cheques são mantidos em bases de dados padrão SQL pelo tempo desejado organizados por Agência / cliente / filial / borderô / “data boa”.
Uma base de concentração de CPF / CNPJ é mantida de forma a facilitar a análise de risco.
As instruções a serem executadas sobre os cheques sob custódia são facilmente executadas e relatórios auxiliam na localização e na movimentação física dos cheques.
Arquivos para simples “batimento” podem ser gerados a qualquer tempo. Outros arquivos de conformidade em padrões específicos ou genéricos podem ser gravados da mesma forma.
As imagens dos cheques sob custódia (quando existirem) podem ser acessadas pelo sistema de gestão.

Acesso Remoto via Internet

Acessado por meio de conexão segura (SSL), teclado virtual e outros métodos de segurança constantemente evolutivos, o acesso remoto via Internet (ou outro meio) possibilita uma visão sobre os cheques sob custódia, mas nenhuma alteração de seu conteúdo, ou seja, somente agendamentos de instruções podem ser executadas.
Por outro lado o sistema de acesso remoto oferece diversos relatórios em tela, ferramentas de pesquisa, as imagens dos documentos sob custódia (quando existirem) e diversos demonstrativos gráficos que auxiliam na tomada de decisões gerenciais e facilitam o acompanhamento global de uma carteira de custódia e seu comportamento.

Lista Negra

A partir de informações sobre cheques digitadas pelo usuário, o sistema pode “pinçar” tais documentos de uma determinada massa de cheques facilitando a localização de cheques isolados em grandes volumes.

Compensação Remetida (Nossa Remessa)

Os cheques destinados à compensação são classificados por piso de compensação (MVR, VRLB) e, posteriormente, por banco destinatário.
São emitidos relatórios de batimento e fechamento de remessas, além de capas de lote no padrão definido pelo Executante.
Após a classificação dos cheques um arquivo no layout CEL605 pode ser gerado para transmissão ao Executante.
Arquivos de cheques roubados são processados em remessas virtuais, com emissão de cartas de sustação de cheques e geração de lotes com tipificação específica para roubo de malote, com total transparência para o operador.