JavaScript Dropdown Menu Demo

- Captura e Entrada de Dados Multi-Documentos com Imagem

O Sincronica® MultiDocs+ é um software especifico a entrada de dados multi-documentos que pode ser utilizado para o processamento de documentos finalizados por caixas de agências bancárias e para o processamento de envelopes de pagamento acolhidos em equipamentos de auto-atendimento (ATM) ou malotes de empresas.

Devido à grande variedade de tamanhos e gramaturas de documentos tratados no processamento multi-documentos, o sistema utiliza para a digitalização, scanners convencionais desktop, de diversos modelos, dos principais fornecedores do mercado, para grandes formatos (A4).

O sistema é capaz de reconhecer, a partir da imagem, utilizando métodos de Inteligência Artificial, a banda magnética de cheques (CMC7), envelopes e outros documentos, o código de barras de documentos de arrecadação, boletos bancários e outros documentos e caracteres impressos de formulários de arrecadação de tributos municipais, estaduais e federais. Estes processos são conhecidos por Optical Barcode Recognition ou Optical Character Recognition e são executados automaticamente pelo sistema por autômatos.

As imagens dos documentos digitalizados são criptografadas, de acordo com o padrão AES, e armazenadas em containeres desenvolvidos pela Sincronica, de forma a garantir a inviolabilidade e o melhor gerenciamento.

O sistema é apto a processar os seguintes tipos de documentos:

  • Cheques
  • Fichas de depósito
  • Autorizações de Débito em Conta
  • Ficha de Compensação (Boleto bancário)
  • Arrecadações de concessionárias de serviços públicos (água / luz / telefone / etc.)
  • Comprovante de Numerário
  • DARM (arrecadação municipal)
  • GARE (arrecadação estadual)
  • DARF (arrecadação federal)
  • MILT (Multa por Infração de Transito)
  • Capas de lote
  • IPVA
  • DPVAT
  • GPS (Previdência Social)
  • GRCS (Contribuição Sindical)
  • GRFC (Recolhimento de FGTS e Contribuição Social)
  • TICKET (gerado pelo caixa de agência bancária)
  • Outros Papéis não contábeis

Todos os documentos sofrem validação de segurança com o uso de tabelas de bancos, agências, praças de compensação, códigos de tributos e concessionárias que garantem a aplicação de regras de negócio para cada banco.

A dupla digitação de informações é outro artifício para a entrada de dados de informações críticas ou que não possam ser validadas automaticamente.


A digitação de informações complementares aos documentos é realizada de forma distribuída e especializada, ou seja, os documentos são inseridos em filas de acordo com o tipo de documento e do tipo de informação que necessita de digitação e são disponibilizadas para digitação e exibidos parcialmente (recortes) de acordo com a requisição do operador. Na prática isto garante uma grande eficiência operacional e a distribuição de tarefas de acordo com o perfil de cada digitador.

Diversas ferramentas aplicadas sobre a imagem, tais como: zoom, rotação e filtros de ruído e nitidez auxiliam na visualização das informações pelo digitador.

Gráficos e relatórios possibilitam aos supervisores o monitoramento da produção em tempo real.


As imagens e dados processados podem ser mantidos nas bases de dados por período configurável, sendo que o backup dos dados atuais e a eliminação dos dados fora do prazo são executados automaticamente pelo sistema.

Pagamentos


Os documentos destinados ao pagamento de contas ou depósitos contidos em malotes de empresas ou envelopes de pagamentos são digitalizados e, após o reconhecimento do código de barras ou do CMC7, passam por um processo de digitação de dados complementares que não puderam ser obtidos automaticamente, tais como: Valor, data de vencimento, identificação de tipo de documento, numero de conta para depósito, etc.

O sistema executa, após a digitação dos documentos de uma determinada remessa, a verificação dos valores a crédito a e débito, de acordo com as regras de negócio dos clientes.

As remessas com divergências de valores ou regras são verificadas pelos supervisores que podem realizar os ajustes necessários.

Posteriormente, as remessas são submetidas a um processo de autenticação virtual, ou seja, as informações são enviadas ao banco em operações batch ou através de um caixa-robô (autômato) e o código de autenticação é recepcionado e inserido no registro correspondente.
As autenticações podem ser executadas pelo sistema de três formas:

a)   Autenticação física: O documento é localizado pelo operador e inserido em autenticadoras para impressão da autenticação.

b)   Ticket de Autenticação: O sistema executa a impressão de um ticket contendo os dados dos documentos e o respectivo código de autenticação.

c)    Autenticação na Imagem: O sistema executa a impressão do código de autenticação na imagem digitalizada do documento, que pode ser impressa ou enviada eletronicamente ao cliente.


Arquivos, em layout CNAB ou outro especificado pelo cliente, podem ser gravados parcialmente ou ao término do processamento, incluindo a exportação das imagens.


Contábil


Os documentos finalizados (retidos) pelos caixas de agências bancárias são digitalizados e, após o reconhecimento ou digitação do código de barras ou do CMC7, são associados a um arquivo lógico contendo as transações realizadas pelos caixas. Outros documentos convencionais são associados através da digitação do código numérico (NSU) contido na autenticação do documento realizada pelo caixa.

Esta associação possibilita a obtenção de dados adicionais contidos no LOG e a identificação da existência do documento, ou seja, documentos extraviados (sobra lógica) ou não autenticados (sobra física) são apurados.

Arquivos, em layout CNAB ou outro especificado pelo cliente, podem ser gravados parcialmente ou ao término do processamento, incluindo a exportação das imagens.

Este módulo, devido ao seu principio funcional, não contempla o batimento de valores (débitos e créditos) muito embora a apuração ocorra naturalmente.